segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O amigo, o bom vizinho.

Logo pela manha, vindo para o trabalho e aproveitando o tempo de viajem no ônibus e no trem, abri minha bíblia e comecei a leitura. Por alguns instantes fiquei meditando sobre capitulo 27 do livro de Provérbios.

Então, no versículo 10 onde meditei sobre a guarida de amigos.

Pv 27.10  Não deixes o teu amigo, nem o amigo de teu pai nem entres na casa de teu irmão no dia da tua adversidade; melhor é o vizinho perto do que o irmão longe.

O amigo, o bom vizinho, vale muito, vale mais do que um parente longe. Se temos um amigo perto de nós em uma situação de emergencia, de uma necessidade urgente, de um socorro, de uma ajuda, nesse caso um amigo vale mais do que um irmão que está longe que está distante, não é verdade?

Muitas vezes nos deparamos com situções que ficam fora do nosso alcance, precisamo de um caminho a seguir de uma direção. Mas tudo parece escuro e sem saída, aí entra em ação o nosso amigo.

Feliz é o homem que tem amigos, com que possa contar na hora do aperto. Na hora da real necessidade. Muitas vezes nos sentimos sozinhos e precisando de um conselho, mas sabendo que temos um amigo com quem podemos contar fica mais fácil passar pelas adversidades.

No versículo 9 entramos a figura do conselho de um amigo:

Pv 27.9 O óleo e o perfume alegram o coração; assim o faz a doçura do amigo pelo conselho cordial.

Um grande bem que podemos receber é um conselho amigo numa hora necessaria. Esses são os melhores conselhos. Mas os melhores conselhos são mesmo aqueles que Jesus nos dá.  Os conselhos de Jesus são como os aromas mais agradáveis. E produzem um bem estar dentro de nós, como ninguem nem nada pode produzir.

Pv 27.17  Como o ferro com ferro se aguça, assim o homem afia o rosto do seu amigo.

Então aqui vemos que o homem aprende com o homem da mesma forma como o ferro afia outro ferro. O que isso nos diz? Que os conselhos que recebemos de nossos amigos nos afiam como o ferro é afiado. Isto é, o contato, a comunhão com os outros sempre nos ensina e melhora os nossos conhecimentos.

Quanto a sabedoria:

Pv 27.11 Sê sábio, filho meu, e alegra o meu coração, para que tenha alguma coisa que responder àquele que me desprezar.

Vemos a importancia que tem a alegria para o coração do Pai. E sem a alegria não há condições de expressar a sabedoria respondendo as indagações e as perguntas que são feitas ao Pai. Um coração triste, ansioso tem pouco ou nada para oferecer aos outros. Alegremo-nos a fim de que possamos estar cheios para oferecer aos que nada tem.

Pv 27.7  A alma farta pisa o favo de mel, mas para a alma faminta todo amargo é doce.

Há muitos por aí bem alimentados espiritualmente pela palavra de Deus, pela oração, pela pregação, pela fraternidade cristã, enquanto muita gente está espiritualmente faminta se alimentado de qualquer cousa que se encontra por aí. Muitos ainda desconhecem a Palava de Deus por não se deleitarem com o mel das escrituras, estão se alimentando do que é amargo, e por não conhecerem os favos de mel da palavra de Deus acham que o amargo é doce.

Muitos não estão se preocupando em levar o mel da palavra, o alimento espiritual, para os que estão espiritualmente famintos, alimentando-se de coisa que o mundo oferece.

Jesus disse aos seus discipulos quando da multiplicação dos pães e dos peixes: DAI-LHES VÓS MESMOS DE COMER. ENTÃO É PRECISO QUE ALIMENTEMOS O POVO com a palavra de Deus com alimento espiritual.

Mas enquanto isso nos procupamos como o nosso dia de amanha. Somos muito ocupados com nosso trabalho, estudos, família, com a igreja com a “religião” e não reservamos um tempo para termos em comunhão com Deus e com os irmãos. Estamos sem tempo para levar o alimento a quam precisa.

Ficamos muito tempo presos pensando em nosso futuro e nos esquecemos do presente. O amanhã não pertence a nós, Deus é o único que de fato pode saber do dia de amanhã. Não sabemos o que teremos no dia de amanhã. Poderá ser o dia em que nossa vida será provada, ou o dia em que seremos chamados para o encontro de Jesus. De que me adiantaria estar cheio de riquezas e pobre de alma?

Admito que deixei muitas coisas para depois, e por que deixar? Devemos pensar no presente.

Olhem esta palavra “presente”!

O dicionário relaciona esta palavra como o que está no lugar onde se fala ou de que se fala, no tempo em que se fala ou de que se fala, ainda como coisa oferecida a alguém. = DÁDIVA, MIMO, OFERTA, PRENDA.

Entendo que o presente relacionado ao tempo, dia de hoje, também se relacione com um presente de Deus para nós. O dia de hoje é uma dádiva, pois ele não será igual a ontem muito menos com o amanhã. O amanhã é de Deus, deixe Ele nos presentear.

(Pv 27.1 Não presumas do dia de amanhã, porque não sabes o que ele trará).

Precisamos de amigos com que possamos confiar, precisamos de bons vizinhos para a hora de aperto, para hora de urgência. Você tem falado com seus amigos, irmãos , parentes, irmãos de igreja. Você tem falado com aquele que é o seu melhor amigo?

Renda-se, não somos melhores do que ninguém, o nosso futuro a Deus pertence e só ele pode mudar.

Os melhores conselhos que podemos ter são os do seu melhor amigo Jesus!

Esteja em comunhão com Deus, com Jesus, com seus irmãos, com seus parentes. Seja alimento na hora da fome. Não pise no mel de o doce a quem se alimenta do amargo!

Sejamos nós a luz, sejamos a diferença! 

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Provações, todos vamos passar.


Davi não se tornou rei tão logo matou o gigante; José não se tornou governador do Egito logo depois que foi jogado na cova por seus irmãos; Daniel manteve-se puro mesmo diante de provações. Todos passaram por provações, mas nunca deixaram de acreditar em Deus.  Todo chegaram a altos postos, não por acaso, o Senhor estava a frente de tudo.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Pense sobre isso...

O pastor de uma igreja decidiu observar as pessoas que entravam para orar.
A porta se abriu e um homem de camisa esfarrapada adentrou pelo corredor central.


 O homem se ajoelhou, inclinou a cabeça, levantou-se e foi embora. Nos dias seguintes, sempre ao meio-dia, a mesma cena se repetia.  Cada vez que se ajoelhava por alguns instantes, deixava de lado uma marmita. 

 

A curiosidade do pastor crescia e também o receio de que fosse um assaltante, então decidiu aproximar-se e perguntar o que fazia ali.
O velho homem disse que trabalhava numa fábrica, num outro bairro da cidade e que se chamava Jim.

 

Disse que o almoço havia sido há meia hora atrás e que reservava o tempo restante para orar, que ficava apenas alguns momentos  porque a fábrica era longe dali.

 

E disse a oração que fazia:

'Vim aqui novamente, Senhor, só pra lhe dizer quão feliz eu tenho sido desde que nos tornamos amigos e que o Senhor me livrou dos meus pecados. Não sei bem como devo orar, mas eu penso em você todos os dias.
Assim, Jesus, hoje estou aqui, só observando.'

 
O pastor, um tanto aturdido, disse que ele seria sempre bem-vindo e que viesse à igreja sempre que desejasse.

'É hora de ir' - disse Jim sorrindo.

Agradeceu e dirigiu-se apressadamente para a porta.

 

O pastor ajoelhou-se diante do altar, de um modo como nunca havia feito antes.  
Teve então, um novo relacionamento com Jesus.


Enquanto lágrimas escorriam por seu rosto, ele repetiu a oração do velho homem...

 

'Vim aqui novamente, Senhor, só pra lhe dizer quão feliz eu tenho sido desde que nos tornamos amigos e que o Senhor de fato me livrou dos meus pecados. Não sei bem como devo orar nessa hora, mas penso em você todos os dias.

Assim, Senhor Jesus, hoje estou aqui...'

 

Certo dia, o pastor notou que Jim não havia aparecido.

 

Percebendo que sua ausência se estendeu pelos dias seguintes, começou a ficar preocupado. Foi à fábrica perguntar por ele e descobriu que estava enfermo.

Durante a semana em que Jim esteve no hospital, a rotina da enfermaria mudou. Sua alegria era contagiante.

 

A chefe das enfermeiras, contudo, não pôde entender porque um homem tão simpático como Jim não recebia flores, telefonemas, cartões de amigos, parentes... Nada!

 

Ao encontrá-lo, o pastor colocou-se ao lado de sua cama. Foi quando Jim ouviu o comentário da enfermeira:

 

- Nenhum amigo veio pra mostrar que se importa com ele. Ele não deve ter ninguém com quem contar!!

 

Parecendo surpreso, o velho virou-se para o pastor e disse com um largo sorriso:

- A enfermeira está enganada, ela não sabe, mas desde que estou aqui, sempre ao meio-dia ELE VEM! Um querido amigo meu, que se senta bem junto a mim, Ele segura minha mão, inclina-se em minha direção e diz:

 

'Eu vim só pra lhe dizer quão feliz eu sou desde que nos tornamos amigos. Gosto de ouvir sua oração e penso em você todos os dias.
Agora sou eu quem o está observando... e cuidando! '  

 

 

A falta de tempo para deus é exatamente o que tem causado uma porção de problemas no mundo em que vivemos.

Nos resumimos em encontrar deus somente nas igrejas  aos domingos de manhã, talvez nos domingos à noite...

Nos ocupamos com nossas obrigações durante a semana toda. Lembramos Dele somente quando estamos doentes
e claro, em velórios , quando perdemos  entes queridos.

Porém, não temos tempo pra ele durante o trabalho, lazer etc...

Não importa em que lugar do mundo, simplesmente, achamos que podemos nos virar sozinhos.

Que deus nos perdoe por esses pensamentos!

Não existe tempo ou lugar em que ele não possa estar conosco.

Deveríamos sempre parar e pensar em tudo que ele fez e tem feito por nós.



--
Leonardo Raphael Thomaz
Bacharel em Direito

Não devemos ter medo de inventar seja o que for. Tudo o que existe em nós existe também na natureza, pois fazemos parte dela.